Tag Archives: fé & amor

Pluralidade da Fé

Sempre me perguntei o que queria Jesus dizer ao afirmar: “Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” (Lc 18.8). Hoje quando reflito sobre a igreja, seu testemunho no mundo e sua mensagem, não tenho dúvidas de que Jesus estava apontando para nossos dias.

Fé é também obedecer

Hebreus é um dos livros mais fascinantes de toda a Bíblia e nos conduz a crer que  a missão da Igreja está fundamentada em Cristo. Este livro fortemente cristocêntrico apresenta Jesus logo no primeiro capítulo como O resplendor da glória, Herdeiro de todas as coisas, Sustentador do universo, Purificador de pecados, Majestoso e Superior aos anjos.

Ansiedade

“Não andeis ansiosos de coisa alguma” — Filipenses 4:6.

Tipos inúteis de fé

Existem dois meios pelos quais um homem pode perder sua alma. Quais são eles?

Olhando para Jesus

É sempre obra do Espírito Santo voltar os nossos olhos de dentro de nós mesmos para Jesus; mas a obra de satanás é exatamente o oposto, pois ele está constantemente procurando fazer-nos olhar para nós mesmos em vez de para Cristo. Ele insinua: “Teus pecados são grandes demais para perdão; tu não tens fé; tu não te arrependes o suficiente; tu nunca serás capaz de prosseguir até ao fim; tu não tens o gozo dos filhos de Deus; tu tens uma experiência tão vacilante de Jesus”. Todos estes são pensamentos em torno do “eu” e nunca acharemos conforto ou segurança olhando para dentro. Mas o Espirito Santo tira os nossos olhos inteiramente de nós mesmos: Ele nos fala que nada somos, mas que “Cristo é tudo em todos”; Lembra-te portanto de que não é a tua experiência de Cristo que te salva – é Cristo; não é o teu gozo em Cristo que te salva – é Cristo; não é nem mesmo a tua fé em Cristo, embora ele seja o instrumento – é o sangue e os méritos de Cristo; portanto, não olhes tanto para a tua mão com que estás segurando Cristo, mas para Cristo; não olhes para a tua esperança, mas para Jesus, a fonte de tua esperança; não olhes para a tua fé, mas para Jesus, o autor e consumador da fé. Nunca encontraremos felicidade olhando para as nossas orações, nossos atos ou nossos sentimentos; é o que Jesus é, não o que nós somos, que dá descanso à alma.

O Valor da Vossa Fé

I Pd. 1:7

A fé não provada talvez até seja fé, mas, com certeza, é uma fé muito pequena, e é provável que continue diminuta enquanto não for testada. A fé nunca se desenvolve tão bem quanto na época em que as coisas estão todas contra ela: as tempestades são seu guia e os relâmpagos sua luz. Quando reina a calmaria, você pode içar as velas como quiser que a nau não se dirige para o porto; pois num oceano adormecido a embarcação também adormece. Deixe os ventos uivarem e as águas se elevarem; e, ainda que o barco possa oscilar, o convés ser lavado pelas ondas e o mastro ranger sob a pressão das velas entumecidas, aí então é que ele avançará em direção à tão almejada enseada. Nenhuma flor exibe um azul tão adorável quanto aquelas que crescem ao pé das geleiras; nenhuma estrela brilha com tanto esplendor quanto aquelas que cintilam no céu polar; nenhuma água é tão doce quando aquela que brota em meio às areias do deserto; e nenhuma fé é tão preciosa quanto aquela que vive e triunfa na adversidade. Fé provada traz experiência. Você não poderia acreditar em sua própria fraqueza se não tivesse sido forçado a atravessar os rios; e jamais teria conhecido a força do Senhor se não tivesse sido carregado por Ele no meio da enchente. Quanto mais exercitada nas tribulações, mais a fé cresce em consistência, segurança e intensidade. A fé é preciosa, e sua provação também.

O Monstro Chamado Incredulidade

Até quando não crerão em mim?” (Nm. 14:11)

A fé ri das impossibilidades

Pedro na prisão! Que abalo!

Estamos muito longe da cena real para capturar a atmosfera de horror que os Cristãos sentiram neste dia.

Nos Lugares Celestiais – Efésios 1:3

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo – Efésios 1:3

A Divindade de Deus

A verdadeira fé é aquela que dá a Deus o lugar que Lhe é devido. E se dermos a Deus o Seu lugar devido, assumiremos o lugar que nos é próprio –– no pó. E o que pode trazer a criatura orgulhosa e auto-suficiente mais rápido ao pó senão uma visão da Divindade de Deus? Nada é tão humilhante para o coração humano como o verdadeiro reconhecimento da absoluta soberania de Deus. O principal problema é que muito do que é considerado fé, hoje, não passa de frágil sentimentalismo. A fé da Cristandade, neste século XX, é mera credulidade, e o “deus” de muitas das nossas igrejas não é o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, mas um mero fruto da imaginação, que mentes finitas possam entender, cujos caminhos sejam agradáveis ao homem natural (não nascido de novo), um “deus” totalmente “igual” (Salmos 50:21) àqueles que professam adorá-lo, um “deus” a respeito do qual quase não há mistério. Mas como é diferente o Deus que as Escrituras revelam! DEle é dito, Seus caminhos são “inescrutáveis” (Romanos 11:33). Para ser mais específico:

error: Conteúdo protegido.