POR QUE TARDA O AVIVAMENTO?

POR QUE TARDA O AVIVAMENTO?

Ah, se os crentes pudessem estar cônscios da eternidade! Ah, se pudéssemos viver cada momento sob o olhar de Deus, se pudéssemos viver tendo sempre em mente o juízo final, Leia mais »

A CRUZ DO PASSADO E A CRUZ DO PRESENTE

A CRUZ DO PASSADO E A CRUZ DO PRESENTE

Silenciosamente e sem que se apercebesse, uma nova cruz apareceu nesses tempos modernos tomando conta dos círculos evangélicos. É muito parecida com a velha cruz, mas só na aparência, porque é diferente Leia mais »

PECADORES NAS MÃOS DE UM DEUS MUITO IRADO

PECADORES NAS MÃOS DE UM DEUS MUITO IRADO

Neste versículo lemos sobre a eminência da suprema vingança de Deus sobre os Israelitas, que na altura seriam o verdadeiro povo de Deus e que viviam sob uma graça desmesurada, mas que mesmo assim Deus deles afirmava “Porque são gente falta de conselhos, e neles não há entendimento”. Leia mais »

FORA COM AS PALHAÇADAS MINISTERIAIS

FORA COM AS PALHAÇADAS MINISTERIAIS

Essa imoralidade entre os líderes deixa a maioria dos crentes confusos. Será que um líder pode ser desqualificado? A restauração deve ser imediata? Seremos fariseus pelo fato de pedir que os líderes deixem o púlpito e se assentem novamente entre o povo até que provem que estão restaurados? É preciso rever algumas regras básicas: Leia mais »

EMPECILHOS À ORAÇÃO

EMPECILHOS À ORAÇÃO

Orar certo é estar certo, agir certo e viver certo. Tudo que impede oração impede santidade. Quando tudo que nos impede de orar certo for removido, o caminho estará aberto para um rápido avanço na vida espiritual. Leia mais »

 

A DIFERENÇA ENTRE IGREJA E REINO

church

A ORAÇÃO QUE JESUS ENSINOU:

Jesus nos ensinou a orar de maneira tão simples em Mateus 6.9-13. É uma oração completa e pode ser dividida assim:

Períodos da História da Igreja

church

Apesar de toda confusão e dificuldade quanto aos detalhes dos períodos da história do cristianismo, os historiadores concordam entre si que estes podem ser divididos em três partes principais: Antiga, medieval e moderna. Ainda que não haja acordos sobre quando termina uma era e começa a outra.

Pluralidade da Fé

Plurality

Sempre me perguntei o que queria Jesus dizer ao afirmar: “Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?” (Lc 18.8). Hoje quando reflito sobre a igreja, seu testemunho no mundo e sua mensagem, não tenho dúvidas de que Jesus estava apontando para nossos dias.

As 95 Teses de Martinho Lutero

luthero

Em 31 de Outubro de 1517, Martinho Lutero afixou na porta da capela de Wittemberg 95 teses que gostaria de discutir com os teólogos católicos, as quais versavam principalmente sobre penitência, indulgências e a salvação pela fé. O evento marca o início da Reforma Protestante, e representa um marco e um ponto de partida para a recuperação das sãs doutrinas.

O que representavam as 10 pragas do Egito?

pragas

O que representavam as 10 pragas do Egito e quais são os deuses que estão relacionados com elas?

Um trecho que, sem dúvida, chama muito a atenção dos cristãos ou mesmo não cristãos, é a passagem sobre as 10 Pragas que o Senhor lançou sobre o Egito.

Estas terríveis pragas tiveram por fim levar Faraó (Faraó, era o título dado ao monarca do Egito ) a reconhecer e a confessar que o Deus dos hebreus era supremo, estando o seu poder acima da nação mais poderosa que era então o Egito (Ex 9.16; 1Sm 4.8) cujos habitantes deveriam ser julgados por sua crueldade e grosseira idolatria.

A conflagração romana e a perseguição sob o império de Nero.

feras no coliseu de roma

A conflagração romana e a perseguição sob o império de Nero.

A grande tribulação (Mt 24.21).

“Então, vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus; e, quando a vi, admirei-me com grande espanto” (Ap 17.6).

Paulo e Pedro pregaram em Roma, e suas pregações deram grande impulso ao crescimento do cristianismo.

O martírio que sofreram, no final, trouxe resultados para na igreja, pois cimentou a união entre judeus e gentios convertidos, e consagrou para Deus o solo da metrópole pagã. Jerusalém crucificara o Senhor, e Roma decapitava e crucificava os chefes apostólicos mergulhando a igreja de Roma num batismo de sangue.