Apóstolos e profetas da prosperidade

Durante muitos anos acostumamo-nos a ouvir predições dos astrólogos, numerólogos, videntes e profetas de Satanás, que utilizando o rádio e a tevê, ou a mídia impressa, anunciam prosperidade ou catástrofes. Este fim de ano de 2004, não os vi na mídia como antigamente, talvez porque as predições do principal profeta milenar, Nostradamus, caíram todas por terra.

Afinal, este profeta do Diabo anunciou que o fim do mundo aconteceria em outubro de 1999. Então, a imprensa não recorre mais às Centúrias de Nostradamus, até porque seu principal intérprete no país, Marques da Cruz também morreu.

Nos últimos anos era mesmice de sempre. Quanto dinheiro se ganhou com Nostradamus!

O que me surpreende, agora, são os profetas da prosperidade, os que só falam coisas boas e agradáveis aos ouvidos, cujas mensagens visam resolver os problemas do homem moderno, mas não atingem seu coração nem o transformam.

Se nesses últimos anos convivemos com os apóstolos e profetas que vendem a mensagem da fé em troca de gordas recompensas – um tipo de Balaão moderno, que não precisa mais de jumenta – mas usa da tecnologia e da modernidade para vender a mensagem da fé e angariar recursos financeiros para seu próprio bem-estar, e para enriquecer ilicitamente – agora surgiram os apóstolos e profetas que aprenderam a técnica de levantar dinheiro em suas conferências.

Nem falo aqui desses modernos pregadores que se utilizam da mídia e das conferências para levantar polpudas ofertas, levadas em pacotes e caixas de papelão ou em maletas modernas para seus quartos de hotel, ou que exigem pagamento à vista antes de subir na plataforma – e o povo os ama!

E os têm como verdadeiros homens de Deus, porque provocam comichões nos ouvidos, atiçam a curiosidade e têm uma mensagem revestida de uma aura de piedade, quando na verdade agem como lobos devoradores no meio do rebanho. São os Balaões modernos, da era do jato e da Internet, que por meios diversos levam para seus cofres o dízimo que seria dado em sua congregação!

E eles estão em todas as denominações, fartos de “bênçãos” e de dinheiro!

E os pastores ainda os convidam, porque aproveitam a fama do pregador para aumentar as entradas da igreja que andam fracas! São apóstolos e profetas que ultrapassaram os limites impostos por Jesus e Paulo para a pregação da palavra de Deus!

Neste ano que passou assisti a várias dessas conferências ditas proféticas ou apostólicas em que a mensagem nunca levou os ouvintes para a cruz, ao quebrantamento, ao despojo, mas sempre para a prosperidade.

Enganei-me. São mensagens que levaram muitos ao despojo – ao despojamento de seus bens, carros, imóveis, dinheiro, salário. Por que, quem não dará tudo o que tem quando lhe é prometido que, semeando no reino de Deus se colherá cem vezes mais ainda no mesmo ano? Que empresário lucraria investindo dinheiro na bolsa de valores ou em geração de empregos, diante da oferta de lucrar cem vezes mais? E eles dão até seus caros e importados automóveis!

Empresários que querem tirar lucro até do reino de Deus! Mas eles têm para dar. E o pobre assalariado que dá todo o salário miserável que ganhou no fim de um mês de trabalho? São todos levados a crerem num sofisma. Sim, porque os apóstolos e profetas modernos pregam sofismas – mentiras com aparência de verdade! Um deles levou mais de 200 mil reais em três dias de conferência: é para ser apóstolo das nações! E foi morar bem longe do Brasil. Outros vêm de vários países e encontram no Brasil um grande celeiro para seus objetivos.

E levam muito dinheiro. Estou ficando enojado desses pregadores que vendem CDs mal gravados, com mensagens ao preço de um CD de um cantor. Vendem apostilhas e livros a preços exorbitantes, mais caros que os livros de editoras seculares. E vendem unção! Sim, porque a unção deles tem preço! “O profeta de Deus abençoará a sua vida”, e usando das palavras de Jesus de que, se alguém receber um profeta na qualidade de profeta receberá galardão de profeta, todos imaginam viver no mesmo nível de prosperidade em que esses apóstolos e profetas vivem!

Pois não bastassem os apóstolos e profetas tupiniquins – e vejam: não sou contra o surgimento de apóstolos e profetas, uma verdade bíblica inquestionável para os últimos dias – descem entre nós os que vêm de outros países, com uma mensagem de Deus! Um deles enviou um fax com catorze páginas orientando como deveria ser tratado entre nós. A cópia está aqui comigo! Ele veio, levantou dinheiro e voltou para os Estados Unidos em seu jato particular!

Pela Internet recebi a mensagem de outro que se afirma apóstolo e profeta para as nações. Ele fez as previsões para o ano de 2005. Não. Ele não profetizou desgraças, nem ira, nem juízo ou a volta de Jesus. Ele não anunciou maremotos, ondas fortes ou tsunames, nem inundações ou secas, nem que milhares de pessoas serão salvas, nem um grande movimento de cura.

Ele anunciou prosperidade a todos! Anunciou prosperidade a todos os profetas que se submeterem aos apóstolos! Assim ele aumenta sua “rede” e leva mais dízimos de dízimos! Profetizou que uma oração que antes demorava vinte anos para ser respondida, terá a resposta em dois anos! Certamente os computadores do céu foram atualizados e modernizados!

Que a igreja começará governar através de seus políticos “crentes”. Profetizou que Deus abençoará financeiramente todos os empresários que fizerem pactos com Deus “através dos apóstolos e profetas”!

Que 2005 será o ano de bênção a todos os profetas que se submeterem aos apóstolos, “suas coberturas apostólicas”. Que neste ano a maioria dos pastores será “elevada” a apóstolos, como se o apóstolo não fosse o menor de todos, e sim o maior!

Liberdade financeira a todos os que têm entre 15 e 30 anos de ministérios, certamente porque vão deixar de trabalhar nas zonas pobres de nossas cidades e vão para os grandes centros financeiros!

Bem. Chega! Porque na carta dele tem muito mais!

Apenas quero dizer a todos os pregadores, fiéis e infiéis; corruptos e santos que todos compareceremos perante o tribunal de Cristo. Vamos nos encontrar ali. E somente ali veremos quem terá a maior recompensa! Eu e você nos encontraremos lá, no dia do tribunal de Cristo, e assistiremos a entrega dos galardões.

Espere e verá!

 

Autor: Pastor João A. de Souza Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
21 × 20 =