Honrando seu líder

1 Sm 9.6-8

Introdução: O episódio registrado neste texto, mostra a importância que as pessoas davam no trato com os homens de Deus. Assim como não se chegavam ao templo com as mãos vazias, as pessoas sabiam honrar o homem de Deus e levavam presentes a ele.

1. Era um princípio divino. Ninguém podia comparecer diante de Deus de mãos vazias: “ninguém apareça de mãos vazias perante mim” (Ex 23.15; 34.20) “Três vezes no ano, todo varão entre ti aparecerá perante o SENHOR, teu Deus, no lugar que escolher, na Festa dos Pães Asmos, e na Festa das Semanas, e na Festa dos Tabernáculos; porém não aparecerá de mãos vazias perante o SENHOR” (Dt 16.16).

2. Este princípio era estendido aos servos do Senhor, aos homens de Deus. Eliseu foi tratado muito bem por uma sunamita (2 Rs 5.8 ss.).

3. Hoje como não apresentamos ao Senhor? Claro, que Deus não pede nada de nós, a não ser que nos ofereçamos a ele em sacrifício vivo, santo e agradável (Em 12.1). Mas, o princípio é claro: Deus gosta de ser honrado! E uma das formas de se honrar a Deus é honrando os homens de Deus.

4. Aprendendo a andar o mais próximo possível do princípio bíblico. Nem sempre se pode andar e obedecer a certas práticas do povo judeu no AT, mas é possível ater-se ao princípio.

a) A entrega dos dízimos é uma forma de se honrar a Deus. As ofertas também. Os dízimos eram levados para o templo e serviam de sustento para todos os da família de Arão, os levitas. Estes, tomavam do dízimo dos dízimos e entregavam a família sacerdotal. Hoje não se praticam tais coisas, mas o princípio de se trazer o dízimo para Deus continua o mesmo!

Todos devem ser honrados.

Paulo diz: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros” (Rm 12.10 grifo do autor). Valor, estima, preciosidade é o sentido da palavra grega aqui empregada! Essa é a normalidade entre os irmãos. “Tratai a todos com honra”, diz Pedro (1 Pe 2.17).

Existe a honra diferenciada.

Já em Romanos 13.7, Paulo argumenta a favor do pagamento de tributos e impostos, acrescentando: “a quem respeito, respeito; a quem honra, honra.” Aqui já há uma diferenciação entre níveis de respeito e honra. Se alguém merece, deve ser honrado e nem por isso a pessoa que é honrada pecará por isso. Por exemplo, os pais devem ser honrados. É mandamento divino (Mt 15.4; 19.19).

Os líderes devem ser honrados.

1) Paulo pediu que Epafrodito fosse honrado pela vida que tinha: “Recebei-o, pois, no Senhor, com toda a alegria, e honrai sempre a homens como esse; visto que, por causa da obra de Cristo, chegou ele às portas da morte e se dispôs a dar a própria vida, para suprir a vossa carência de socorro para comigo. (Fl 2.29-30). “Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo” (Fp 2.3).

2) Os que trabalham na obra devem ser honrados: “Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam. Vivei em paz uns com os outros” (1 Ts 5.12-13).

3) O obreiro que se dedica ao ensino da palavra e que lidera bem, deve receber salário em dobro: “Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino” (1 Tm 5.17).

4) O discípulo deve honrar ao seu mestre com os recursos que possui. “E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui” (Gl 6.6).

Igrejas que morreram porque trataram seus pastores como empregados. Empresas que faliram, porque não trataram com honra seus funcionários. JUERP.

5) O obreiro que cuida do rebanho de ser bem tratado: “Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros” (Hb 13.17).

Observe:

a) Obedecer. Uma pessoa pode obedecer sem se submeter.

b) Submeter-se. Submissão é uma atitude de coração. Ex. As parteiras de faraó. Arão e Miriam rebelaram-se contra Moisés; mais tarde todo Israel falou contra Arão e Moisés (Nm 12). Deus fez o teste da vara que floresceu (Nm 17).

Velam por vocês; prestarão contas de vocês; para que façam isto com alegria e não gemendo, porque isto não aproveita a vós outros.

O povo costuma explorar o homem de Deus: Existem pessoas que querem receber, receber e receber, mas só ambicionam lucro: “Eles vêm a ti, como o povo costuma vir, e se assentam diante de ti como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra; pois, com a boca, professam muito amor, mas o coração só ambiciona lucro” (Ez 33.31). Jesus reclamava das pessoas que levavam a ele muitas ofertas, mas apenas o honravam com os lábios: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim” (Mt 15.8; Mc 7.6).

5. Jesus falou em galardão de profeta: Foi Jesus quem ensinou a questão da honra. “Quem recebe um profeta, no caráter de profeta, receberá galardão de profeta; quem recebe um justo, no caráter de justo, receberá o galardão de justo” (Mt 10.41). O que queria dizer Jesus? Quando recebemos e honramos uma pessoa enviada de Deus, ele nos recompensará devidamente, é o que se deduz do contexto. Assim como Deus honra o seu profeta e o abençoa, assim a promessa se estende aqueles que honram o profeta: Recebem o galardão de Deus em justa medida.

Ex. Mamãe honrara os servos de Deus. Deus sabia de onde buscar homens e mulheres para sua obra.

Deus tira seus melhores homens e mulheres de lares cujas pessoas sempre aprenderam a honrar os servos de Deus!

Como está a vida financeira de seu líder? Você se preocupa com a saúde dele e com as necessidades básicas de sua família? Você divide as bênçãos recebidas de Deus com ele?

Como está seu coração? A maneira como você trata seu obreiro é exemplo de como você trata o seu Deus.

Dá teu melhor para o mestre, dá tua força e vigor! E não desampare seu líder! Honre-o com as primícias da tua casa, dos teus ganhos: “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares (Pv 3.9-10).

OUÇA ESTA MENSAGEM:

Here is the Music Player. You need to installl flash player to show this cool thing!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.