Homens que não oram

“Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais encarreguemos deste serviço”. Atos 6:3

Vigiemos para que não deslizemos imperceptivelmente numa situação onde as mulheres orem e os homens administrem as igrejas. Homens que não oram não têm o direito de dirigir os serviços da igreja. Nós cremos na liderança de homens dentro de uma comunidade espiritual de santos, mas esta liderança deve ser conquistada pelo valor espiritual.

Liderança requer visão, e de onde virá a visão, exceto de quatro horas gastas na presença de Deus em humilde e fervente oração? Todas as outras coisas sendo iguais, uma mulher de oração conhecerá a vontade de Deus para a igreja melhor do que um homem que não ora.

Nós não advogamos aqui o governo das mulheres sob as igrejas, mas advogamos o reconhecimento de certas qualificações espirituais para a liderança entre os homens, se eles devem continuar a decidir a direção que as igrejas tomarão. O acidente de ser um homem não é suficiente. Somente a virilidade espiritual qualifica.

Senhor, jamais permita que eu tenha uma liderança que não mereça. Jamais permita que eu me torne negligente na oração. Jamais permita que eu sempre dependa das mulheres para orar enquanto eu apenas lidero. Amém.

Tradução livre: Felipe Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
27 + 3 =